Vereadores aprova adicional de risco de morte aos agentes da STT de Camaçari-BA

A Indicação N° 002/2012 de autoria do vereador Alfredo Andrade (PSB) foi aprovada por unanimidade por todos os vereadores de Camaçari autorizando o pagamento mensal de adicional de risco e morte para os agentes de Trânsito e Transporte da STT de Camaçari. Para que o adicional seja repassado aos trabalhadores, depende apenas da aprovação do Executivo Municipal para onde a Indicação foi encaminhada.
“São profissionais que estão expostos aos perigos do trânsito diariamente. São eles que se expõem para solucionar confusões no trânsito proveniente de colisões ou outros desentendimentos entre condutores. Para ordenar o trânsito muitas vezes sofrem até ameaças de condutores que estão em conduta errada. Além disso, estão sempre expostos as intempéries do clima, o que trás riscos à saúde também”, afirma o vereador Alfredo Andrade.

O edil justificou o adicional com base na Constituição Brasileira, onde no CAPÍTULO II – DOS DIREITOS SOCIAIS, em seu ART. 7º, destaca que: “São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: XXIII – adicional de remuneração para as atividades penosas, insalubres ou perigosas, na forma da Lei”.

Vereadores aprovam adicional de periculosidade aos agentes de trânsito de São Roque-SP

O Presidente da Câmara de São Roque, vereador Alfredo Estrada, promulgou, no último dia 17, duas Leis que podem beneficiar os Guardas Municipais e os Agentes de Trânsito.
As Leis decorrem de Projetos que foram encaminhados pelo Prefeito, para a Câmara, no final do ano passado, um deles, de nº123, alterando a tabela de vencimentos dos cargos estatutários da Prefeitura, e o segundo, de nº124-E, sobre a criação de cargos na Lei nº2.208/1994. Na ocasião, ambos os Projetos foram aprovados, mas emendados por vereadores, sendo que o primeiro recebeu uma emenda aditiva de autoria do vereador Julio Mariano, dispondo que o valor dos vencimentos do cargo de provimento efetivo de Guarda Civil Municipal passa para o nível V da Lei nº. 2.208. “Busca-se com isso aumentar a remuneração dos Guardas Civis Municipais que, muito embora desempenhem função de extrema relevância e importância, há mais de vinte anos percebem vencimentos muito baixos”, justificou. O segundo recebeu uma subemenda de autoria do vereador Rafael Marreiro, dispondo que aos Agentes de Trânsito será concedido um adicional de periculosidade, equivalente a 30% (trinta por cento) de seu vencimento-base. “Adicional este apropriado às necessidades da categoria”, destacou o autor.
Obedecendo a tramitação legal do Projeto, antes de tornar-se Lei, ambos os Autógrafos (Projeto de Lei aprovado acrescido das Emendas) foram encaminhados ao Prefeito, que, no entanto aprovou a Lei parcialmente, vetando as modificações propostas nas Emendas. O veto retornou à Câmara e foi derrubado durante Sessão Legislativa, realizada no último dia 13. Em face disso, novamente o veto retornou ao Prefeito para promulgá-lo no prazo de 48 horas. Como não fez, conforme previsto em Lei coube ao Presidente da Câmara promulgá-lo, transformando o Projeto em Lei. “Estamos publicando essas Leis, nesta semana, esperando que possam, efetivamente, ser aplicadas, melhorando as condições desses servidores, os Guarda e os Agente de Trânsito, que prestam serviços tão relevantes e necessários em nome da segurança e da ordem na nossa Cidade”, encerrou o vereador Alfredo Estrada.
www.guiasaoroque.com.br

Salto alto pode causar acidentes e multas de trânsito

Princesa, anabela e stiletto, nomes que para os homens podem ter significado desconhecido, para as mulheres traduz feminilidade, poder e dão um toque a mais nas produções.
Mas, embora não pareça, estes tipos de salto podem provocar acidentes, já que os saltos limitam a flexão do tornozelo e prejudicam a sensibilidade, impedindo que o calcanhar encoste no chão. "A altura do sapato faz com que a motorista não tenha estabilidade na troca dos pedais, corra o risco de enroscar o solado no tapete do veículo e a força aplicada no pedal seja menor", explica o diretor executivo de sinistros da Allianz Seguros, Laur Diuri.
Outros vilões da direção são os chinelos de dedo, tamancos ou qualquer outro calçado que não tenha suporte atrás dos calcanhares. Os sapatos de bico fino também não são adequados, pois se enroscam com maior facilidade nos pedais. Embora seja permitido por lei dirigir descalço, o diretor não recomenda, pois, segundo ele, o motorista tem menos força para pressionar os pedais.
O Artigo 252 do Código Brasileiro de Trânsito prevê multas para quem dirigir usando qualquer tipo de calçado que não se firme nos pés. A lei não é objetiva, principalmente nessa última parte. Por isso, vale a observação e a avaliação do agente de trânsito. Desta forma, são proibidos chinelos e sandálias que não possuam tiras fixas nos calcanhares ou sapatos de salto alto e tamancos, que podem se enroscar nos pedais do veículo.
Se o condutor for flagrado pela fiscalização com um calçado que não esteja de acordo com as normas de trânsito será multado em R$ 85,13 e acumulará quatro pontos na habilitação, infração considerada de gravidade média.
Para não correr riscos no trânsito e evitar multas, Diuri recomenta deixar um tênis ou calçado apropriado dentro no carro e usá-lo sempre que dirigir

Um esquema bilionário no Denatran

 

 

Privatização da gestão das vistorias veiculares no País é considerada irregular pelo Ministério Público. O negócio que movimenta R$ 5 bilhões foi articulado pelo senador Ciro Nogueira

Há sete anos, o PP controla o Ministério das Cidades. Mas o partido não é homogêneo. Na lógica partidária de loteamento da pasta, o Denatran tornou-se feudo do senador piauiense Ciro Nogueira. Toda resolução emitida pelo órgão é antes discutida a portas fechadas num escritório de advocacia em Brasília. No fim do ano passado, o senador teve um encontro com o diretor do Denatran, Júlio Arcoverde, o ex-deputado Inaldo Leitão, o coordenador-geral de informatização Roberto Craveiro e o lobista Gil Pierre Herck, afastado em dezembro, após ISTOÉ denunciar que ele trabalhava em benefício de ex-sócios e integrantes da Associação Nacional das Empresas de Perícias e Inspeção Veicular (Anpevi). O objetivo da reunião era discutir a evolução do processo de privatização das vistorias no País. Foram debatidas estratégias para tornar a vistoria veicular também obrigatória para a emissão do licenciamento anual dos veículos e maneiras de garantir o controle sobre a administração de um negócio de legalidade suspeita e que movimenta R$ 5 bilhões por ano, as chamadas UGCs, Unidades de Gestão do Cadastro Veicular.

O negócio, questionado pelo Ministério Público e alvo de investigação da Polícia Federal, foi idealizado no início da gestão do PP nas Cidades e posto em prática a partir da publicação da resolução 282, de 2008, que passou à iniciativa privada a competência para a realização de vistorias – antes exclusivas dos Detrans. Para a gestão dos laudos de vistoria, foi criado um sistema operado pelas UGCs, que passaram a agir como intermediárias entre as empresas de vistoria e o Denatran. Hoje, para a empresa de vistoria operar ela precisa estar credenciada à UGC, que cobra uma taxa pelo acesso ao banco de dados do Renavam. O problema é que, ao criar as UGCs, a turma de Ciro Nogueira, além de não ter recorrido à licitação, como previsto em lei, numa canetada concedeu a um grupo seleto de cinco empresas o direito de comercializar informações do poder público.

Os atos administrativos que criaram as UGCs são questionados na Justiça Federal em vários processos movidos pelo Ministério Público, Detrans e sindicatos de despachantes. Numa ação acolhida pela Justiça Federal em Minas Gerais, por exemplo, o procurador Tarcísio Henriques Filho exige a suspensão das vistorias em território nacional e a intimação da cúpula do Denatran. Alega que vistoria é “exercício do poder policial” e deveria continuar sendo prestado pelos Detrans. O Tribunal de Justiça do DF, em decisão da Quarta Turma Cível, questiona também a concessão do serviço às UGCs sem licitação. Em outra ação que corre na Justiça Federal do DF, o advogado Everton Calamucci, presidente da Federação Nacional dos Despachantes, denuncia que haveria uma única UGC vendendo o acesso a outras quatro. As suspeitas recaem sobre a Oxxy.Net, conhecida no mercado pelo nome AutoConsulta. Ela foi credenciada no ano passado junto com as empresas Compuletra, Praxis, Otimiza e TAN.

A PF tem informações de que a Oxxy teria o lobista Gil Herck como sócio oculto. Um “termo de compromisso” foi assinado em 8 de dezembro de 2008 entre Herck e os empresários Humberto Celina, Vagner Caovila, Marciano Nascimento e Carlo Cigna. Um mês depois, foi constituída no número 404 da rua Sete de Abril, em São Paulo, a Oxxy.Net Consultoria. Curiosamente, no mesmo endereço funcionam a Oxxygenium Digital Technologies, que desenvolve a plataforma usada pela Oxxy para credenciar as empresas de vistoria, e as empresas ClickConsult e ClickAuto. Esta tem como sócios Caovila, presidente da Anpevi e advogado de Herck, e a empresa Checkauto Informações Veiculares, investigada pela PF por venda de dados do Renavam. Apesar de estar na mira do MP, Ciro Nogueira garante que não participa de encontros em escritórios de advocacia e que só passou a ter influência no Denatran com a nomeação de Júlio Arcoverde.  “O antecessor era da cota do Mário Negromonte. As investigações são da gestão deles.
http://www.istoe.com.br/

Trânsito caótico, número de agentes está muito distante do ideal

Há muito tempo, Cuiabá enfrenta graves problemas no sistema de trânsito, boa parte deles, fruto do grande número de automóveis que diariamente circulam pela cidade. Para se ter idéia, dados do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), apontam que até julho do ano passado, a frota de veículos na capital mato-grossense era de 298.774.
Em contrapartida, o número de agentes de autoridade de trânsito civil, os chamados ‘amarelinhos’, não ultrapassa os 60.

Os ‘amarelinhos’ são responsáveis por operar e fiscalizar o trânsito na Capital. Contudo, atualmente a cidade conta apenas com 54 desses agentes. Para piorar a situação, eles se dividem em três turnos diários, de forma que em cada turno, apenas 14 ficam operando em toda Cuiabá.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) preconiza um número mínino de um agente para cada mil carros. Desta forma, o número mínino de agentes em Cuiabá, deveria ser de 300, o que ainda assim, não seria o ideal.

Por meio de assessoria de imprensa, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (SMTU), assegura que a situação é mesmo caótica, segundo eles, “o trabalho é feito onde pode”. No total, os 14 agentes que trabalham (em cada turno), têm a sua disposição apenas quatro veículos da SMTU.

Um dos agentes, explica que em virtude do baixo efetivo, as quatro equipes se dividem nas principais regiões de Cuiabá (CPA, Coxipó, Centro e nas regiões próximas ao município de Várzea Grande). As equipes têm ainda, a obrigação de atender aos chamados de ocorrências (multas, infrações em trânsito e de estacionamento), em qualquer que seja a região.

A SMTU revela que a estrutura deficitária poderá sofrer uma melhora a partir do mês de julho, quando 200 novos agentes – aprovados em concurso público – deverão ser colocados nas ruas.

Outra esperança da SMTU é de que, com vistas no Mundial de 2014, a Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa), realize concursos públicos para agentes de trânsito estadual. Segundo a SMTU, como o aumento de efetivo seria possível estabelecer nas ruas da Capital, pontos de fiscalização fixos, contribuindo significativamente para uma melhoria na fiscalização e operação do sistema de trânsito da Capital.
www.circuitomt.com.br

Vereador é detido depois de tentar passar por blitz

Um vereador foi detido em Jaguaquara, a 336 km de Salvador, depois de tentar furar uma blitz com seu carro, uma F-1000. Segundo informações da Polícia Militar, o vereador Lindomar Muniz, do PP, tentou dar uma "carteirada" para passar pela fiscalização.
Por conta da ausência de um delegado na cidade, o vereador foi conduzido para Jequié, onde foi ouvido pelo delegado Cláudio Humberto e liberado, depois de ser autuado por desacato a autoridade. O carro do vereador estaria com documentação irregular.

Homem leva tiro após discussão no trânsito em Guanambi-BA

Na noite de sábado, dia 25, deu entrada no Hospital Regional Sizínio Pereira de Oliveira, 47 anos, residente na Fazenda Mucabinho, vítima de tentativa de homicídio. Sizínio levou um tiro na orelha. Segundo ele mesmo contou, disse que estava passando com sua moto no centro da cidade, quando se chocou com outra motocicleta, o que acabou gerando uma discussão. Em seguida ele foi embora para casa, momento em que foi surpreendido por uma pessoa que disparou contra ele pelas costas.

Cidades do interior sofrem com mau comportamento de motoristas

“Estacionamento em local proibido, desrespeito à sinalização, trânsito parado, motoristas inabilitados, condutores embriagados e fiscalização inoperante. Estes problemas, antes só detectados nas grandes cidades por conta do tamanho da frota, não estão mais restritos às metrópoles. O caos se espalha pelo interior, em cidades de médio porte, resultado perverso de três fatores: aumento vertiginoso do número de veículos, fiscalização ineficiente e falta de educação dos motoristas. O Estado de Minas percorreu cinco cidades de Minas, Governador Valadares, Montes Claros, Divinópolis, Nova Serrana e Sete Lagoas, e constatou que nesses locais a obediência às leis de trânsito está se tornando uma raridade.

A expansão da frota no interior chama a atenção. Se nos 34 municípios da Região Metropolitana de BH o índice de crescimento foi de 125% nos últimos 10 anos, a situação nas demais regiões do estado é praticamente idêntica, com aumento de quase 124% no período, passando de 2,4 milhões de veículos em 2001 para 5,3 milhões em 2011, de acordo com os dados mais recentes do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), referentes a dezembro do ano passado.

Com tamanho volume de carros e motos nas ruas, sem o consequente aumento da capacidade de fiscalização e punição dos infratores, o terreno para o desrespeito à legislação e a ameaça à vida de pedestres, passageiros e motoristas, torna-se fértil. Em Governador Valadares, no Leste do estado, onde o EM passou uma manhã, as infrações de trânsito são um fato corriqueiro, sem a autuação dos responsáveis.”
Este é um trecho de uma reportagem de hoje, no Jornal Estado de Minas, que aproveitamos para fazer um comparativo com a atual situação por que passa Raul Soares, no que diz respeito à desorganização do trânsito. Pelo que se conclui, a cidade não difere muito das demais que são atingidas pelo mesmo problema.
A esperança do raul-soarense é que, com a recente criação do Conselho Municipal de Trânsito, os problemas que a cidade enfrenta atualmente sejam solucionados pouco a pouco, através de uma sinalização mais efetiva e a reeducação de motoristas e pedestres. É imperativo, para o bem de todos, tornar o trânsito mais organizado e humanizado, onde, principalmente o pedestre, possa ter os seus direitos efetivamente respeitados.

Câmara convoca chefe do trânsito para explicar destino de multas

Vereadores querem saber onde é aplicado o dinheiro das multas de trânsito, entre outras questões sobre o órgão. A superintendente de transportes e trânsito de Teresina, Alzenir porto, deverá comparecer a câmara municipal de Teresina, a  partir das 10h desta segunda-feira (27),  para prestar alguns esclarecimentos, a pedido dos vereadores que compõem a casa

O convite foi feito pelo líder do prefeito na Câmara, vereador Olésio Coutinho (PTB). Alzenir Porto deve tratar sobre os valores de arrecadação da STRANS em multas, e qual a destinação dada a esse valor arrecadado. 

Outro ponto importante que Alzenir deve tratar serão as irregularidades cometidas por agentes de trânsito que descumprem o código brasileiro de trânsito. Há duas semanas atrás, usuários do Facebook postaram flagras de agentes da STRANS cometendo diversas irregularidades.

O terceiro ponto de discussão será a integração do transporte público da capital. 

Convocações
Os vereadores fazem essa convocação a Alzenir e a outros secretários municipais desde o ano passado. Demonstrando assim, estarem insatisfeitos com o tratamento que o Executivo tem dado à casa. Os vereadores que mais comentam insatisfação, segundo eles por não serem recebidos por secretários, são: Rodrigo Martins (PSB), Edson Melo (PSDB), Ronney Lustosa do (PSD), R. Silva (PP), Luís Sebim (PSDB), Dr. Pessoa (PSD), entre outros.

Outro ponto que os vereadores também reclamam é em relação aos pedidos de informações das atividades das pastas da prefeitura, que não estariam sendo atendidos.

Desde o semestre passado a prefeitura não estaria encaminhando o retorno necessário a Câmara. Por lei, os secretários têm até 30 dias, para responder a esses pedidos

Prefeita é obrigada a retirar iniciais do nome dela de placas de carros no PR

A justiça do Paraná considerou propaganda e mandou uma prefeita retirar as iniciais do nome dela das placas dos carros oficiais do município.
Em várias cidades do Paraná, as iniciais do nome do prefeito ou o número do partido a que ele pertence estão nas placas de carros oficiais.

Em Porecatu, a combinação AWT significa Administração Walter Tenam. Em Candói, é o número do partido do prefeito, Elias Farah Neto, do PSDB, que está nas placas.
Na cidade de Marilena, a justiça já mandou trocar as placas com as letras AZP. Apelido do prefeito Zé do Peixe.

A decisão divulgada nesta quinta-feira (23) diz respeito à cidade de Maripá, no oeste do estado. Todas as placas onde aparece a combinação, AJQ, e o número 15 vão ter que ser substituídas.
Para o Ministério Público, que pediu a troca, o nome da prefeita, Jacira Querino, e o partido dela, o PMDB, estão circulando de forma irregular.
“Existe um princípio, uma norma, que é o da impessoalidade da administração pública aquela letra colocada no veículo não pertence à pessoa do prefeito ou da prefeita e sim pertence ao município", fala o promotor público, Régis Sartori.

A prefeita está viajando e não autorizou ninguém a gravar entrevista. Em nota, afirmou que - ao pedir as placas - não imaginou que teria problemas já que, segundo ela, esta é uma prática comum em muitos municípios. Jacira Quirino disse ainda que vai cumprir a determinação da justiça, trocando todas as placas.

A prefeita vai ter de pagar a troca das placas com o dinheiro dela. Para os moradores da cidade, propaganda pessoal não combina com dinheiro público.
“No inconsciente de cada um, as iniciais influenciam, ainda mais numa época de eleições, não é?", diz o administrador de empresa, Ivan Aguiar
Fonte: G1notícas

A LEI SECA NO BRASIL POR QUE NÃO VINGOU!

Documentário sobre a Lei Seca Brasileira produzido por um policial rodoviário federal. Este trabalho é dividido em oito partes entres as quais se aborda: dimensionamento do problema, comparação da legislação brasileira com a de países desenvolvidos, análise crítica das propostas de alteração legislativa e um modelo propositivo pro Brasil.

Entrevista sobre o descaso da administração para com os agentes de trânsito e seus reflexos!

Áudio da Entrevista do presidente do Sindicato geral do município de Caetité-BA SSPCTE, Jorge Antonio, em que ele fala da situação vivenciada atualmente pelos agentes de trânsito, que até então se encontro sem talonário de AIT(auto de infração de trânsito) sem apoio do órgão que não tem se quer um Guincho para remover os veículo irregulares das vias. Além do mais o gestor deixou bem claro que ano eleitoral é um ano complicado para que os agentes tenham o talonário, principalmente em Caetité, cidade de pequeno porte, e que as pessoas não estão educadas a cumprirem as regras e normas do código de trânsito.
PARTE01


PARTE02


A categoria em reunião com o gestor no mês de Janeiro sinalizou entender e concordar em parte com os pedidos do gestor. Porém o gestor teria que ceder ou conceder, um pedido feito pelo SINDATRAN-BA (Sindicato dos agentes de trânsito da Bahia) dos 40% de insalubridade.

Adicional esse, que a categoria vem cobrando a mais de três anos, e inclusive o gestor sempre mostrou favorável pagar a insalubridade, porém segundo ele (gestor) não tinha dinheiro para tal. (apesar de que o IPVA a cada ano bate recorde em cima de recorde de arrecadação)

A categoria aguarda uma posição administração até o final do mês de fevereiro a respeito da concessão dos 40% de insalubridade caso não haja entendimento de não conceder, a categoria está pronta para tomar outras atitudes mais enérgicas juntamente com o Sindicato Geral que abraçou a causa dos agentes de trânsito, e que também tem lutado pelo reajuste do salário desses trabalhadores referentes os últimos dois anos.
Se não tiver abrindo o áudio baixa aqui prarte01 parte02

Demitido nunca assumiu função

As demissões dos agentes de trânsito e servidores do órgão foram suspensas, ontem, pela Justiça
Mesmo sem ter assumido cargo na Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC), o advogado Emílio Amaral Pimentel consta na lista de demissões divulgada na última quinta-feira pelo órgão. Ele prestou concurso público para a AMC em 2008 e só foi o primeiro dia para o curso de formação. Fez o pedido e foi exonerado no mesmo ano. "Na época eu era estudante e precisava de dinheiro, então resolvi fazer o concurso, mas depois me formei em Direito e desisti".
Pimentel diz que ficou assustado quando viu seu nome na lista da prefeitura. "Um colega que estudou comigo me ligou para avisar. Não acreditei quando vi", revela, atônito. Segundo o advogado, o problema é que sua exoneração não foi publicada no Diário Oficial. "Na época, eles deram a explicação de que havia um trâmite a ser seguido e que tinham outras prioridades na frente", conta.
O mais grave, segundo o advogado, é o prejuízo grande à sua imagem, até porque pretende prestar concurso na sua área. "Posso não passar quando forem checar meu histórico". Por isso, Pimentel informa que vai entrar com ação de danos morais contra a prefeitura e outra para tornar nulo o ato da gestão municipal. "Isso foi uma irresponsabilidade da prefeitura. Com isso, acabei ficando com a imagem manchada", destaca.
O procurador-geral do Município, Martônio Mont´Alverne afirma que o decreto publicado pela prefeitura, no dia 16 de fevereiro, não se aplica a ele, tendo em vista que o advogado já está exonerado. Sobre os prejuízos causados a Emílio, o procurador não quis se manifestar até que tenha o decreto de exoneração de Emílio em mãos.
As demissões dos agentes de trânsito e servidores da AMC foram suspensas, ontem, pelo juiz da 2ª Vara da Fazendo Pública, Francisco Chagas Barreto Alves. O magistrado acolheu o mandado de segurança coletivo impetrado pelo Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) pedindo a interrupção.
A decisão determina que Prefeitura e AMC se abstenham da prática de qualquer ato punitivo (demissão, exoneração, suspensão e advertência), decorrente de simples adesão ao movimento grevista dos servidores e agentes de trânsito do órgão que estejam em estágio probatório. Com isso, fica sem efeito a demissão dos dez agentes de trânsito, até julgamento final do mérito. A Prefeitura ainda pode recorrer. A decisão beneficia todos os grevistas que se encontram em estado probatório e não apenas os demitidos.
De acordo com o juiz, não havia pressupostos legais para a tutela mandamental, liminar ou de mérito. Ele justifica que é necessário processo administrativo, com ampla defesa, para demissão de funcionário admitido por concurso.
O que não aconteceu no decreto assinado pela prefeita Luizianne Lins e pelo procurador geral de Fortaleza, Martônio Mont´Alverne, publicado no Diário Oficial do Município. A sentença determina pena de multa pessoal diária no valor de R$10 mil por ato cometido a cada servidor.
O procurador do Município informou que ainda não havia sido notificado e só poderia se manifestar após receber a comunicação oficial.

Justiça do Ceará proíbe exoneração dos 10 agentes da AMC em greve

A decisão foi assinada um dia após a Prefeitura de Fortaleza anunciar a exoneração dos servidores em estado probatório.

Por: Kyara Aires
O Tribunal de Justiça do Ceará expediu liminar que proíbe a exoneração dos 10 servidores da Agência Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), nesta sexta-feira (17).
De acordo com a decisão, assinada pelo juiz Francisco Chagas Barreto, da 2ª vara da fazenda pública, "as autoridades devem se abster da prática de qualquer ato punitivo sumariamente (demissão, exoneração, suspensão, advertência, etc.), sem o devido processo administrativo, decorrente da adesão ao movimento grevista, dos servidores e agentes de trânsito da AMC que estejam em estado probatório".
Segundo a prefeitura de Fortaleza, o decreto de exoneração considera o não atendimento da convocação realizada pela Administração Pública para que os servidores em greve retornassem às atividades da AMC, o dano patrimonial que os servidores causaram a mais de 30 carros e instalações da Autarquia e a ocupação da sede administrativa do órgão.
Os sindicalistas da AMC negam o dano ao patrimônio e afirmam que a orientação da greve é não causar nenhum tipo de dano e fazer "um movimento pacífico e ordeiro".
O movimento vê a exoneração como uma "pressão covarde" para que os agentes retornem às atividades. Os agentes da Agência Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) estão em greve desde 30 de janeiro
Fonte: http://www.cearaagora.com 

Agentes de trânsito e Patos-PB apresentam proposta ao prefeito

Nesta manhã de sexta-feira, 17 de fevereiro, uma Comissão de Agentes de Trânsito foi recebida pelo Prefeito Nabor Wanderley, que juntamente com o Superintendente de Trânsito e Transportes, Dineudes Possidônio, ouviram a proposta da categoria. “Apresentamos ao Prefeito Nabor Wanderley uma proposta de reajuste para os agentes de trânsito de Patos, fizemos uma proposta de aumento de 25%, devido um aumento de 39% na receita de IPVA, todavia, sabemos que não há nada vinculado em lei que crescendo a arrecadação do IPVA deva haver reajuste, mas, considerando que com o crescimento da frota de carros na rua, necessita-se também de mais agentes. Definimos que daqui para o final do mês nos reuniremos novamente com o Prefeito, que ficou de conversar com a secretária de Finanças e apresentar a contraproposta do Executivo,” antecipou o presidente do Sindicato dos Agentes de Trânsito de Patos, Antônio Coelho.
O Prefeito Nabor Wanderley, considerou legítima a reivindicação da categoria, ressaltando a necessidade de analisar as condições do Município. “Foi uma reunião proveitosa, nós estávamos discutindo a questão do reajuste salarial dos agentes de trânsito, discutindo também outras questões em nível de estrutura do órgão. Recebemos a proposta da comissão que representa o Sindicato, ficamos de analisar e na próxima semana, na primeira semana de março, sentarmos e definirmos um reajuste salarial dentro das condições que o município possa cumprir, pois não podemos anunciar um aumento, pagar um mês e no mês seguinte não ter condições de pagar,” explicou o Prefeito

Prefeitura exonera 10 agentes de trânsito em Greve

A prefeita Luizianne Lins e o procurador-geral do Município, Martonio Mont'Alverne, assinaram nesta quinta-feira (16) o decreto com a primeira lista de exonerações de dez agentes municipais de trânsito que estavam em estágio probatório e que aderiram à greve da categoria. A lista com os demitidos será publicada na edição desta sexta-feira (17), do Diário Oficial do Município. 
O coordenador de comunicação da Prefeitura, Demétrio Andrade, chegou a divulgar para o Jornal da Cidade que o número de demitidos seria bem maior: 153 ao todo. A informação, no entanto, é que esse número ainda poderá aumentar, uma vez que a PGM está avaliando outros casos semelhantes aos 10 demitidos.
De acordo com o Município, os agentes foram demitidos porque insistiram na  greve, mesmo após a Justiça declarar a ilegalidade e abusividade da paralisação na Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC). 
Os servidores teriam entrado na AMC  há pouco mais de um mês e já teriam participado ativamente das manifestações dos grevistas. Nas justificativas apresentadas, o  decreto considerou o não atendimento da convocação para que eles retornassem às atividades, o dano patrimonial causado em veículos e instalações da Autarquia pelos servidores paralisados, bem como a ocupação da sede administrativa do órgão. 
O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) diz que caso as demissões sejam confirmadas, as demais categorias de servidores municipais deverão se unificar para tentar uma retaliação. 
Os agentes de trânsito ainda aguardam resposta da Justiça sobre mandado de segurança pedido na última terça-feira, 14.
Fonte: cnews.com.br 16 de fevereiro de 2012 | 19:00

Agente do BPTran é baleado durante blitz na Linha do Tiro

Durante uma operação do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) realizada por volta das 12h desta terça-feira (14), na Linha do Tiro, Zona Norte do Recife, um agente sinalizou para que um motoqueiro - que levava consigo um passageiro - pararasse, quando foi surpreendido por tiros.

Para felicidade do agente, que passa bem, o tiro que levou não ultrapassou seu capacete. Após o ocorrido, uma perseguição policial iniciou-se, e a dupla, dois menores, foram capturados pela polícia.
Um deles foi encaminhado para a Gerência de Polícia Criança e do Adolescente (GPCA), e o outro, que está ferido, para o Hospital Getúlio Vargas.
Fonte JC Online

Agente do BPTran é baleado durante blitz na Linha do Tiro

Durante uma operação do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) realizada por volta das 12h desta terça-feira (14), na Linha do Tiro, Zona Norte do Recife, um agente sinalizou para que um motoqueiro - que levava consigo um passageiro - pararasse, quando foi surpreendido por tiros.

Para felicidade do agente, que passa bem, o tiro que levou não ultrapassou seu capacete. Após o ocorrido, uma perseguição policial iniciou-se, e a dupla, dois menores, foram capturados pela polícia.
Um deles foi encaminhado para a Gerência de Polícia Criança e do Adolescente (GPCA), e o outro, que está ferido, para o Hospital Getúlio Vargas
Do JC Online

Demissões de agentes probatórios podem começar hoje

Está pronto o decreto governamental que exonera, sumariamente, os agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) em estágio probatório envolvidos na greve do setor. São 153 com esse perfil. Ao todo, o órgão dispõe de 421 trabalhadores. O movimento já dura 13 dias e defende melhorias salariais.
 As demissões dos probatórios podem acontecer hoje, com o ato assinado pela prefeita Luizianne Lins (PT) encaminhado à Procuradoria Geral do Município e publicado no Diário Oficial.
A confirmação viria nove dias depois de ela anunciar a medida e os profissionais receberem comunicados solicitando o retorno imediato ao expediente “sob pena de o não comparecimento representar graves violações às obrigações funcionais puníveis”. O POVO teve acesso ao telegrama. “Existe uma decisão do gabinete de exonerar os agentes”, confirmou ao O POVO a assessoria de Luizianne.
A previsão inicial, porém, era de as demissões terem ocorrido na última segunda-feira, 13. “(Esse prazo) Não foi cumprido porque está sendo avaliado caso a caso. Alguém pode ter apresentado atestado médico para justificar a falta, por exemplo. É preciso calma para não gerar terrorismo”, argumentou a assessoria da AMC.
A gestão cita o Estatuto do Servidor para justificar o revide. Argumenta que estágio probatório não assegura estabilidade aos profissionais. Logo, eles podem ser excluídos dos quadros por estarem envolvidos em ações paredistas. O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) discorda.
Mandado de segurança
Por isso, tenta evitar na Justiça o cumprimento da promessa da prefeita. No último dia 13, deu entrada em mandado de segurança na 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza solicitando “às autoridades impetradas que se abstenham de praticar ato punitivo” (contra qualquer agente).
Nominalmente, o documento cita o presidente da AMC, Fernando Bezerra, o titular da Secretaria de Administração do Município (SAM), Vaumik Ribeiro, e a prefeita Luizianne Lins. Pede, ainda, a aplicação de multa de R$ 10 mil/dia por cada retaliação ocorrida.
Somente a SAM confirma o recebimento da notificação assinada pelo juiz Francisco Chagas Barreto Alves. Mas pondera que Vaumik ainda não teve acesso ao conteúdo dela, onde o juiz fixa 72 horas (contadas a partir da entrega da nota) para as partes pronunciarem-se. “Queremos assegurar o direito dos trabalhadores”, argumenta a presidente do Sindifort, Nascélia Silva. “Esperamos que, daqui para sexta, o prazo expira e o juiz vai ter condições de apreciar nosso pedido de liminar”, acrescenta a coordenadora do departamento jurídico do Sindicato, Karyne Campos.
ENTENDA A NOTÍCIA
Caso as exonerações de fato aconteçam, o Sindicato promete radicalizar o movimento de greve. Diz ter cartas na manga, mas não revela quais. A Prefeitura, no entanto, quer retomar a normalidade dos serviços.
Saiba mais
A anistia aos servidores envolvidos nos atos de greve tornou-se pauta principal de negociação depois que Luizianne Lins cogitou a exoneração dos agentes da AMC em estágio probatório.
Para hoje, o Sindifort planeja um grande ato de protesto contra a Prefeitura. Será uma passeata pelas ruas do Centro, a partir das 8 horas. A concentração acontecerá na Praça da Bandeira. Também para hoje está prevista a greve da
Fonte: opovo.com 

Vereador de Fortaleza condena possibilidade de demissão de servidores

Durante o tempo destinado à liderança da oposição, o vereador João Alfredo (PSOL) criticou a possibilidade de demissão de servidores municipais que estão em greve. Segundo ele, notícias publicadas na imprensa cearense afirmam que a prefeita Luizianne Lins estaria disposta a demitir servidores grevistas que cumprem estágio probatório.
Segundo o parlamentar, caso assine o decreto aprovando a demissão dos 153 servidores da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), a gestora municipal estará “rasgando uma história de luta que foi muito bonita.”
O líder do Executivo, Ronivaldo Maia (PT), defendeu os esforços da gestão em atender às categorias. Para ele, as reivindicações são legítimas, mas a administração não pode conceder tudo. “Administramos para 2,5 milhões de fortalezenses, não só para os servidores.”
Ele citou como exemplo da disposição da Prefeitura em atender os grevistas o reajuste proposto para os agentes de trânsito, cujo salário passaria de R$ 2.120,00 para R$ 2.480,00. Esta categoria, conforme ele, foi ainda beneficiada ao longo dos últimos sete anos com ganho real de 176% (subtraindo a inflação do período, de 41%, chega-se a um ganho de 95%, de acordo com Ronivaldo).
Dizendo-se profundamente decepcionado, João Alfredo lembrou os tempos de luta pela classe trabalhadora quando era filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). “Eu não nego minha história. Não vou negar 25 anos de minha vida. Mas, à época em que fazia parte do PT, o partido defendia a greve e os servidores”.
Antes de finalizar seu pronunciamento, João Alfredo lembrou que, por diversas vezes, a prefeita, enquanto vereadora e deputada, denunciou políticas de perseguição aos servidores e que, recentemente, foi um senador do PT (Lindbergh Farias) quem propôs anistia aos bombeiros que estavam em greve do Rio de Janeiro.
Fonte: Câmara municipal de Vereadores de Fortaleza

Denúncia de esquema de multas derruba secretário em São Carlos

O secretário de Transporte e Trânsito de São Carlos (232 km de SP), Nilson Carneiro, foi exonerado neste sábado em decisão tomada após reunião com o prefeito Oswaldo Barba (PT). Carneiro é suspeito de integrar um suposto esquema de cancelamento de multas de trânsito, denunciado há dez dias pelo vereador Marco Antônio Amaral (PSDB), da oposição.
O caso é investigado pelo Ministério Público. Paralelamente, a prefeitura também investiga as denúncias em uma sindicância aberta por determinação do prefeito.
Segundo publicado no site da prefeitura, Carneiro saiu do cargo após uma reunião com o prefeito, em que pediu para deixar a secretaria. "A decisão de colocar o cargo à disposição foi motivada pela necessidade de ver os trabalhos da secretaria em andamento, sem sofrerem prejuízos", diz trecho da nota.
Em seu lugar, assume interinamente a diretora de trânsito da pasta, Regina Romão. De acordo com a prefeitura, o novo secretário deverá assumir após a conclusão da sindicância, em até 60 dias. Procurado, o secretário não foi encontrado.
O CASO
Segundo denúncias do vereador, multas de trânsito foram canceladas desde o início da gestão de Barba, inclusive de pertencentes ao alto escalão do governo municipal: os secretários Alberto Engelbrecht, da Habitação, e Nivaldo Sigoli, se Serviços Públicos.
O esquema passaria por Carneiro e Amaral entregou provas documentais à Promotoria, como um bilhete anexado à notificação de autuação de infração de trânsito, em que um funcionário do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) escreveu ao secretário de Governo, João Pedrazani: "Passei pelo radar, sempre com pressa, onde a velocidade permitida era 60 km/h, a 71 km/h".
De acordo com o vereador, no bilhete o funcionário afirma que pegou o veículo Strada emprestado do irmão para ir até o bairro Santa Felícia, para buscar uma geladeira, e passou pelo radar.
A assessoria de imprensa da prefeitura informou que nenhum dos secretários e funcionários citados pelo vereador têm autorização para falar com a imprensa.
Folha.com: 11/02/2012 - 16h00

Greve da AMC Continua. MPE e OAB recomendam não aplicar punição a grevistas

Comissão de Direito Sindical da OAB/CE, representada pelo seu Presidente Dr. Thiago Pinheiro, juntamente com Ministérios Públicos do Trabalho (MPT), representado pelo Procurador do Trabalho e Coordenador da CONALIS, Dr. Francisco Gérson Marques de Lima e o Ministério Público Estadual (MPE), representado pela Dra. Grecianny Carvalho Monteiro, reuniram-se na tarde de ontem na tentativa de mediar as negociações entre o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindfort) e a Prefeitura Municipal, no que se refere a greve da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC), bem como a eventual paralisação das demais categorias de servidores.
O evento foi capitaneado pelo MPT e realizado na PRT-7ª Região pelo Procurador Regional do Trabalho Dr. Gérson Marques.
Foi marcado como mais uma participação da Comissão de Direito Sindical da Ordem dos Advogados do Brasil/CE e demais órgãos do Poder Público em mesas de negociação, minorando os efeitos das paralisações na busca de soluções vantajosas para toda a sociedade, respeitando a dignidade dos trabalhadores. Forma de contribuir para efetivação e respeito ao Estado Democrático de Direito em defesa da sociedade.
Na reunião, foram apresentadas propostas para pôr fim à greve dos funcionários iniciada no último dia 3 de fevereiro.
Da proposta apresentada pela Prefeitura de Fortaleza destacou-se:
- Reajuste de 3,10% no salário-base, retroativo a 1º de janeiro de 2012;
- Pagamento de anuênios, inclusive para os trabalhadores em estágio probatório;
- Extensão da gratificação para os trabalhadores da categoria que ainda não a recebem;
- Data-base fixada em 1º janeiro;
- Auxílio-refeição de R$ 6,70, a partir de janeiro, para toda a categoria, após a 6ª hora.
Os membros dos Ministérios Públicos e o representante da Comissão de Direito Sindical da OAB/CE acharam a proposta do Município “pertinente”, desde que, em contrapartida, a Prefeitura não punisse os grevistas nem instaurasse procedimentos sancionais e de demissão contra os trabalhadores.
O titular da Secretaria de Administração do Município, Vaumik Ribeiro, ficou de analisar a proposta de não punição e dar uma resposta aos interessados e ao Ministério Público.
Os trabalhos foram encerrados para que a categoria possa deliberar sobre a proposta e o representante do Município apresente sua posição quanto aos pedidos apresentados.

Thiago Pinheiro de Azevedo
COMSINDICAL OAB/CE
Presidente

Prefeita radicaliza contra grevistas

Agentes em estágio probatório vão ser demitidos se não voltarem ao trabalho
A prefeita Luizianne Lins (PT) decidiamente não vai mais suportar greves consideradas abusivas pela Justiça até o fim do seu mandato. A decisão está tomada: se todos os agentes da AMC, que estão em estágio probatório, não comparecem ao trabalho até o fim da tarde, serão demitidos nesta quinta-feira.
O decreto está pronto sobre sua mesa, no Paço Municipal.
De acordo com fontes oficiais, Luizianne está esperando que os outros agentes de trânsito completem 30 dias de greve para, com base na lei, chamá-los de volta, via telegrama, e, em não comparecendo, decretar abandono de trabalho, com abertura de processo administrativo e demissão.
Outra fonte, só que da área sindical, avalia tal situação por duas vertentes: ou radicaliza o movimento ou todos voltam ao trabalho.
fonte: opovo.com 15/02/2012 - 15h52

Sindicato entra com mandado de segurança contra demissão de agentes da AMC

Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) entrou com um mandado se segurança nesta quarta-feira (15) contra a demissão dos agêntes de trânsido da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) que estavam em estágio probratório.
Na última quarta-feira (8), a prefeita Luizianne Lins anunciou que iria afastar os cerca de 150 agentes de trânsito da AMC que não voltarem às atividades. O anúncio da prefeita reforçou o pedido feito pelo presidente da AMC, Fernando Bezerra.
O juiz da 2ª vara, Francisco Barreto Alves, emitiu notificações para a Prefeitura de Fortaleza, para o secretário de administração e para o presidente da AMC. Os três devem se pronunciar em 72 horas, período em que o juiz irá avaliar e apreciar o pedido do Sindifort.
Fonte diário do nordeste

Homem tenta atirar em agente de trânsito



Na tarde de domingo dia 12/02/2012 os agentes de trânsito de itabaianinha Sergipe estavam trabalhando fechando as vias onde estava acontecendo a festa de carnaval antecipado. Quando o agente Tojal foi surpreendido por um condutor que, não aceitou o fechamento da via, e ainda ameaçou de morte o agente, e logo após o condutor evadiu do local, furando o bloqueio.
Se não bastasse o desacato sofrido pelo agente de fiscalização, na mesma noite o meliante tentou cumprir sua palavra, e atirar no agente vindo a ser abortado a tentativa pelo BPtran de Sergipe, que prestou todo o apoio ao agente da SMTT juntamente com a policia civil.

Mais infelizmente o autor da tentativa consegui fugir pelo quintal que da acesso a um matagal, mais todos procedimentos foram feitos e a polícia esta de olho no elemento.

Porém fica a dúvida no ar a esse pai de família; Em vitória da conquista um agente foi ameaçado de morte e o meliante cumpriu sua palavra, e tirou a vida de Gilmar Moreira.

E quanto ao colega Tojal que fim terá seu destino? Como o marginal está a solto, cabe agora somente orar a Deus para que esse profissional e pai de família possa ter sua vida revestida pelo poder de Deus.

Morte de mulheres em acidentes com motos sobe 31 vezes no Sudeste

Embora os homens sejam maioria nos acidentes fatais com motocicleta na região Sudeste (90%), a quantidade de mulheres que perdem a vida nesse tipo de acidente vem aumentando cada vez mais. O Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde revela que, de 1996 a 2010, a quantidade de vítimas fatais do sexo feminino em acidentes com motocicletas subiu de 10 para 313 pessoas, aumentando 31 vezes no Sudeste. São Paulo, com 139 óbitos, e Minas Gerais, com 81, foram os Estados com maior registro de mortes de mulheres por causa de acidentes em motocicletas em 2010.
No Brasil, do total de pessoas que perderam a vida em acidentes com motocicleta, 90% são do sexo masculino. Porém, o número nacional de vítimas fatais do sexo feminino em acidentes com motocicletas cresceu 16 vezes de 1996 a 2010, enquanto o número de homens que morreram nesses acidentes aumentou 13 vezes no mesmo período.
Um dos fatores preponderantes é o aumento da frota de motocicletas, meio de transporte utilizado por 10,2 mil dos 41 mil brasileiros que perderam a vida no trânsito em 2010. "Especialmente em cidades com menos de cem mil habitantes, tem aumentado o número de motociclistas, inclusive do sexo feminino, tornando as mulheres mais vulneráveis aos acidentes de trânsito", observa o ministro da Saúde Alexandre Padilha, lembrando que aumentou também a quantidade de pessoas - homens e mulheres - que usam a motocicleta para trabalhar.
"Temos mais um motivo para defender uma conduta cada vez mais cuidadosa no trânsito e que a fiscalização seja rigorosa para salvarmos mais vidas", enfatiza Padilha, lembrando que cerca de 80% das vítimas fatais têm entre 15 e 39 anos.
Outro agravante é apontado pela pesquisa Vigitel (Vigilância de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) 2010. Os dados mostram que o percentual de homens que afirmaram ter dirigido após o consumo abusivo de álcool ainda é superior ao das mulheres - 3% contra 0,2% -, porém o consumo abusivo de bebidas alcoólicas por mulheres vem apresentando tendência de crescimento. "Embora o homem esteja mais vulnerável a este tipo de acidente porque costuma ser mais agressivo ao dirigir, as mulheres também devem ficar atentas para não associar álcool e direção", considera a coordenadora de vigilância e prevenção de violências e acidentes do Ministério da Saúde, Marta Silva.
Além da associação entre direção e bebida alcoólica, a coordenadora lembra que o excesso de velocidade e direção imprudente também são fatores de risco. "Acidentes tornam-se ainda mais graves quando os motociclistas não utilizam equipamentos de proteção, como capacetes, casaco com proteção, calçados apropriados (botas, sapato fechado) e ainda desrespeitam a sinalização e fazem ziguezague entre os carros", adverte.
Fonte: terra.com

Vai uma forcinha aí,meu senhor?

Até as lendas sucumbem à idade, ao tempo, ao desgaste. Se antes era comum ouvir por aí que Fuscas podiam ser consertados com um martelo, um pedaço de arame e um prego, hoje talvez essa expressão já não tenha tanta força. Que o diga o agente de trânsito da foto ao lado. Na tentativa de ajudar o motorista do carrinho cambaleante, teve que suar para desobstruir a rua.

E o pior é que bem provavelmente a máquina em questão não seja nem equipada com condicionador de ar. Pelo menos assim, neste calorão, o agente poderia tirar um refresco depois do esforço.
Fonte: maringa.odiario.com  14/02/2012 às 02:00  

Câmara Municipal aprova projeto de Lei “ Adicional de risco” para agentes de trânsito

O projeto encaminhado pelo poder executivo foi aprovado por unanimidade entre os vereadores

 Aconteceu na Câmara Municipal de Lorena na última segunda-feira (28), durante a sessão ordinária, a aprovação de um projeto de Lei onde agentes de trânsito e guardas patrimoniais receberão um valor adicional de 30% sobre o seu salário por
exercerem funções avaliadas pelos poderes Executivo e Legislativo como atividades de risco.
O Presidente da Câmara de Lorena Elcio Vieira Júnior, falou durante a apresentação do projeto “Adicional de risco” de autoria do prefeito Marcelo Bustamante, dos perigos trazidos pelo trabalho de agentes de trânsito na cidade, “Esse projeto é de extrema relevância, levando em consideração que os agentes de trânsito têm como espaço de trabalho as ruas, e estão expostos a diversas situações adversas como agressões físicas e verbais”, e completa, “Nada mais justo que dar aos mesmos a gratificação pelos serviços prestados a população lorenense.”

 Um estudo realizado com agentes de trânsito, concluiu que esse tipo de serviço oferecido pelos agentes de trânsito trazem impactos violentos na saúde mental dos que atuam na rua, no desenvolvimento do trabalho e de suas relações. O trabalho baseou-se nos princípios teóricos/metodológicos da psicodinâmica do trabalho. Trata-se de um método circunscrito no âmbito da pesquisa-ação, que pressupõe uma ação transformadora na situação estudada. Resultados indicam que o convívio com a violência no exercício do trabalho produz nos trabalhadores, de um lado, um forte impacto na saúde mental e, de outro, o desenvolvimento de estratégias e uma inteligência relacionada ao trabalho para poderem continuar a trabalhar

Falso agente da Transalvador é detido no pátio do órgão

Um homem identificado como Frederico Xavier da Silva foi detido após exercer por a função de agente de trânsito da Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador), há quase quatro anos.
 De acordo informações da polícia, Francisco exercia o cargo do irmão, Fernando Xavier da Silva Filho, que passou no concurso da Transalvador e da Codeba, assumindo apenas o último. O concursado teria nomeado o irmão enquanto ele trabalhava como guarda portuário na Codeba.
 Frederico responderá por usurpação do cargo público e falsidade ideológica e permanece na primeira delegacia a disposição da Justiça. O irmão foi procurado pela polícia na casa onde mora no bairro Uruguai, Cidade Baixa, mas ainda não foi encontrado.
 Questionado pela reportagem do Bocão News, o superintendente da Transalvador, Alberto Gordilho, sobre a situação, ele foi enfático: "Fomos nós que descobrimos e denunciamos ele. Ano passado descobrimos que o irmão dele tinha outro vinculo empregatício com o Estado. Então, começamos a desenvolver apurações porque ele na podia trabalhar em dois órgãos".

Fonte: Se iga bocação 13/02

Agentes de trânsito de Sobral em greve

Situação parecida com muitas cidades do país. Porém, esse é ano eleitoral, ano de negociação, e dos prefeitos esvaziarem os cofres públicos para saírem de boa na “fita”.  Deixo aqui o meu apoio a todos os companheiros corajosos que não abaixaram sua voz mediante ameaças e pressão política, para que se calassem, e a todos que não se venderam a troco de migalhas, como é de praxe acontecer em ano eleitoral através de barganha e do assedio.
Lembre-se com luta e perseverança a vitória é certa!!!!!

Agentes de Trânsito de Parnamirim aprovam indicativo de Greve

Trabalhadores reclamam do excesso de carga horária e reivindicam um Concurso urgente para a área: são apenas 10 agentes para controlar todo trânsito da cidade.Eles ainda denunciam que em período de feriados prolongados como o Carnaval, eles chegam a trabalhar 300/horas.
Os agentes de trânsito de Parnamirim aprovaram manhã desta sexta-feira (10/02) um indicativo de greve para a próxima quarta-feira (15), semana anterior ao Carnaval. A decisão foi tomada durante uma assembleia realizada na sede do Sindicato dos Servidores Municipais de Parnamirim (SINTSERP).

De acordo com o sindicato, a categoria reivindica um aumento salarial de 16%; a elaboração e implantação de um Plano de Cargos, Carreira e Salários para a categoria; melhores condições de trabalho; diminuição da carga horária de 180 para 120 horas "Segundo a legislação federal, o correto seria que estes profissionais efetuassem uma carga horária de 120 horas"; incorporação da hora extra ao salário; uma gratificação por risco de vida e deslocamentos; um regimento específico de trabalho com diferenciação por responsabilidades e concurso público imediato para a área de atuação dos mesmos.

Segundo o presidente do SINTSERP, Celino Bezerra, o sindicato se dispôs a ajudar a categoria na mesa de negociações que está prevista para os próximos dias. “É preocupante a quantidade de horas a que estes profissionais se submetem, muitas vezes sem que sejam pagas corretamente estas horas extras”, colocou Celino. horas.

Na próxima semana o SINTSERP juntamente com a Comissão dos Agentes de Trânsito se reúnem com o Secretário de Transportes de Parnamirim para apresentar uma pauta de reivindicações da categoria. Os servidores esperam que o Prefeito atenda a lista de solicitações.

Agentes de trânsito de Candeias-ba recebem aumento salarial e novas viaturas

 A Prefeita de Candeias-BA, Maria Maia fez nesta tarde de sexta feira 10/02, a entrega de uma moderna viatura modelo Ford – ranger “completa” ao departamento de trânsito, para auxiliar os agentes de trânsito no atendimento e agilidade as ocorrências e apoio ao trânsito em geral, além de está chegando mais três motocicletas, que em breve fará parte da nova frota de veículos do órgão de trânsito.

Também está sendo elaborado um novo fardamento para os agentes, que atendam aos padrões mínimos de conforto, durabilidade, resistência, visibilidade e comodidade para os diversos tipos de operações e trabalho desenvolvidos por estes profissionais.

Mais para os agentes de trânsito o avanço maior veio com a valorização do profissional que teve um aumento salarial em torno de 48% (quarenta e oito por cento), passou de um salário de 829,00 (oitocentos de vinte nove reais) para 1.224,00 (um mil e duzentos e vinte e quatro reais).
Enviado por Agente Mikeias