Projeto em análise pretende criar o cargo de agente de trânsito



Projeto de lei em análise na Câmara de Curitiba pretende criar o cargo de agente de trânsito. Atualmente a Urbs cede servidores para a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) para o trabalho. O Sindicato dos Guardas Municipais de Curitiba mostra insatisfação com a contratação de novos profissionais e defende que o cargo seja ocupado pelos guardas, assim como em outros municípios.

O Sindicato dos Servidores da Guarda Municipal de Curitiba (Sigmuc) entrou com pedido de cancelamento da criação dos cargos e conseguiu adiar por três sessões a discussão do projeto. Para o presidente da entidade, Luiz Vecchi, os novos contratados vão trabalhar menos e receber mais. O sindicato propõe a unificação das secretarias de Trânsito e Defesa Social. Vecchi sugere que a Guarda assuma o controle do trânsito, como ocorre em outras cidades.

Em comunicado oficial, o Sigmuc diz que “não é contra a criação ou contratação de pessoal, porém reivindica que sejam guardas municipais. Isto pode ser feito por decreto criando um departamento dentro da Guarda com atividades e atribuições específicas de agente de trânsito”.Fonte: paranaonline.com 26/09

2 comentários:

Tiffany Maila disse...

Os atos dos Guardas Municipais no trânsito são ilegais, e esse tipo de pleito é infundado... O DENATRAN já se manifestou dizendo: que falece a Guarda Municipal competência para atuar na fiscalização de trânsito... não podendo firmar convênio com os órgãos de trânsito...

Anônimo disse...

A CAMARA MUNICIPAL DESSA CIDADE ESTAR AVACALHANDO A CATEGORIA DOS AGENTE DE TRÂNSITO, ONDE JÁ SE VIU CRIAR CARGO PARA EXERCER A FUNÇÃO DE AGENTE DE TRÂNSITO? QUEREM BADERNAR MESMO, ISSO É FALTA DE VERGONHA, RESPEITO, PUDOR E CONHECIMENTO DE CAUSA ESSA CAMERA NÃO TEM NINGUEM QUE ESTUDOU NÃO? SÓ TEM LEIGOS? QUE ESPEDIÇO DE DINHEIRO PÚBLICO PAGANDO SALARIO A ESSES VEREADORES ANALFABETOS

Postar um comentário