Segue preso torcedor que espancou agente de trânsito após multa no CE

Está preso o homem suspeito de espancar uma agente da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) espancada por torcedores enquanto trabalhava no esquema de trânsito estabelecido para a partida entre o Ceará e o Joinville, no Estádio Presidente Vargas (PV), em Fortaleza, na noite desta terça-feira (15). Segundo informações do diretor setorial do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), Eriston Ferreira, o ataque a agente ocorreu na Rua Padre Francisco Pinto, em um momento em que ela estava sozinha.

Segundo os colegas de trabalho, a jovem fez uma abordagem a um grupo de cinco torcedores, mas acabou sendo imobilizada por dois deles, enquanto uma mulher que integrava o grupo a espancava. "Não temos segurança própria. Se não for feito nada, vai se tornar recorrente", disse Ferreira. A AMC informou que dará assistência necessária à servidora.

Os agentes AMC decidiram paralisar os trabalhos na manhã desta quarta-feira (16), após tomarem conhecimento do espancamento da colega de trabalho. “Eles decidiram paralisar para que providências sejam tomadas”, disse Ferreira, acrescentando, “ela foi sozinha fazer o boletim de ocorrência, não tinha ninguém do órgão acompanhando. Nós não temos um advogado ou programa que nos acompanhe nesses casos”. O boletim foi registrado no 34º Distrito Policial.

Uma equipe do Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) da Polícia Militar que estava nas proximidades conseguiu prender um dos suspeitos. Os demais fugiram. O G1 entrou em contato com a AMC, o órgão informou que "repudia toda e qualquer violência contra um servidor público no exercício de sua função. No âmbito da administração, o órgão esclarece que prestará toda a assistência à referida servidora bem como fará o acompanhamento da ação criminal para que haja exemplar punição aos agressores."

A AMC informou ainda que, nestes casos, o órgão diponibiliza advogado para os servidores. O setor jurídico, no entanto, não foi acionado para que pudesse acompanhar a ocorrência durante o registro do boletim O presidente da AMC, Vítor Ciasca, se reuniu com um grupo de agentes e sindicalistas por volta de 8h. Os agentes só normalizaram os serviços às 9h. Fonte: http://g1.globo.com/ceara/ 16/07

3 comentários:

Anônimo disse...

Pessoal com aprovação da PEC, agente tem que correr atrás para o porte de arma, pois a nossa atividade é arriscada, não adianta leva a nossa função no grito, os infratores não respeitam. VAMOS SE UNIR E BUSCAR NOSSAS MELHORIAS.

Ademir Marques disse...

Vamos acordar pessoal...
Secretarios e ditetores às vezes não nos apóie nessa nova PEC mas quem da a cara a tapa e está nas ruas somos nós...

Anônimo disse...

Arma eh um bom remedio para esses vermes motoristas! Vao pensar duas vezes antes de querem espancar algum agente ou vao levar bala no c* esses viados q se dizem condutores!

Postar um comentário